terça-feira, 5 de abril de 2016

Minha face

Minha face diante o espelho
em contraste com o tempo lá fora
as pessoas dormem caladas
em seus décimo primeiro sono
e eu vago a noite
coberta pelo silêncio cantado pelas estrelas
faço da insônia uma aventura
meço a distancia da lua
converso com os cachorros da rua
numa lucida loucura passageira

Nenhum comentário:

Postar um comentário